Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

Programa de Parcelamento de Débitos - PPD

Informações

Local

Para o  ingresso no programa será efetuado por solicitação do interessado, através da internet, mediante utilização da mesma senha de acesso ao Programa da Nota Fiscal Paulista.

Taxa

​Não há.

Documentos

​Não há.

Procedimentos

1) Facilidades

Acessando o sítio do PPD/2017, o interessado poderá visualizar seus débitos, selecionar aqueles que deseja pagar/parcelar, simular parcelamentos e emitir a guia de recolhimento da primeira parcela ou parcela única.

 

Utilizando o simulador de adesão ao PPD/2017 por meio da Internet, é possível simular as diversas formas de parcelamento oferecidas pelo programa. A simulação do valor do parcelamento não obriga o interessado a formalizar sua adesão ao PPD/2017.

 

Para cada parcelamento, devem ser selecionados tão somente os débitos referentes ao mesmo órgão de origem e o mesmo tipo de débito, observando-se que, ainda, no caso de débitos tipo IPVA, poderão ser agrupados vários débitos de um mesmo veículo ou vários veículos licenciados num mesmo município.

 

Por exemplo: o interessado em parcelar débitos do tipo IPVA e do tipo ITCMD, ambos vinculados ao órgão de origem Secretaria da Fazenda, deverá celebrar dois parcelamentos: um referente ao IPVA e outro referente ao ITCMD.

 

2)Senha

A senha de acesso é a mesma utilizada para a Nota Fiscal Paulista. Caso o interessado não a possua, bastará ingressar no sistema de acesso à Nota Fiscal Paulista (e efetuar o devido cadastro, de acordo com o tipo de interessado (pessoa física ou pessoa jurídica

 

No caso de contribuinte do ICMS, o sistema da Nota Fiscal Paulista aproveita o login e senha do Posto Fiscal Eletrônico

 
3) Quando às parcelas

Somente com o recolhimento da primeira parcela, ou parcela única, no prazo estipulado e pelo valor correto, considera-se celebrado o PPD/2017.

 

A primeira parcela (ou parcela única) deverá ser paga através de GARE emitida exclusivamente no próprio site de adesão ao PPD/2017 logo após a formalização da adesão, clicando no link correspondente.


 

Atenção!!! Não é permitido atraso no pagamento da primeira parcela ou da parcela única! Havendo atraso, ou pagamento insuficiente da parcela única ou primeira parcela, o parcelamento no âmbito do PPD/2017 não terá sido celebrado.

 

O vencimento será:

ADESÃOVENCIMENTO 1ª PARCELA
OU PARCELA ÚNICA
VENCIMENTO DAS DEMAIS
PARCELAS
Para adesões ocorridas entre os dias 1º e 15Dia 25 do mês correnteTodo dia 25
Para adesões ocorridas entre os dias 16 e o último dia do mêsDia 10 do mês subsequenteTodo dia 10​
 

4) Rompimento

Será considerado rompido o PPD/2017 nas seguintes situações:

  1. A inobservância de qualquer das exigências estabelecidas no Decreto nº 62.708/2017;

  2. Falta de pagamento de 4 (quatro) ou mais parcelas, consecutivas ou não, excetuada a primeira;

  3. Falta de pagamento de até 3 (três) parcelas, excetuada a primeira, após 90 (noventa) dias do vencimento da última prestação do parcelamento;

  4. Não comprovação da desistência e do recolhimento das custas e encargos de eventuais ações, embargos à execução fiscal, impugnações, defesas e recursos apresentados no âmbito judicial;

  5. Descumprimento de outras condições a serem estabelecidas em resolução conjunta pela Secretaria da Fazenda e pela Procuradoria Geral do Estado. 

5) Custas judiciais e despesas processuais

Para pagar as custas judiciais e as despesas processuais dos débitos AJUIZADOS, deverá ser emitido DARE-SP relativo às Custas Judiciais/Despesas Processuais acessando o Ambiente de Pagamentos da Secretaria da Fazenda. O DARE-SP deverá ser gerado com base nos valores informados no site do PPD/2017.

 

Maiores informações podem ser obtidas através do “Perguntas e Respostas” do sistema PPD2017.

 

6) Demais Informações Judiciais para adesão

Os débitos inscritos em dívida ativa com parcelamento em andamento poderão ser incluídos no PPD/2017. Esses débitos estarão disponíveis para seleção diretamente na página de adesão ao PPD/2017. 

 

Havendo mais de uma CDA agrupada na mesma execução fiscal, todas necessariamente deverão ser vinculadas ao PPD/2017, caso o interessado opte por esse parcelamento.

 

Caso o contribuinte não encontre os seus débitos nos sistema PPD e esses valores sejam superiores a 5 UFESP’S, deverá então dirigir-se pessoalmente (ou através de procuração pública) ao órgão de origem do débito e requerer a sua inclusão na Dívida Ativa do Estado de São Paulo.

 

​​Os débitos objeto de ação judiciais ou embargos à execução fiscal poderão ser incluídos no PPD/2017. No entanto, o interessado deverá comprovar a desistência das ações e dos embargos à execução fiscal, apresentando à PGE cópia protocolada das petições de desistência, no prazo de 60 dias contados do recolhimento da primeira parcela ou parcela única. No mesmo prazo, também deverá ser comprovado o recolhimento das custas e encargos.

Tempo aproximado de conclusão do serviço